segunda-feira, 17 de outubro de 2011




É aqui que eu tiro e guio meus pontos de partida e deles faço versos do verso
 e olhando minhas mãos ainda jovens, é que faço que me faço mulher.
 É fácil olhar a alma de alguém, é só esse alguém não ser mulher.
 Olhando as vezes as mãos de minha mãe e de minha avó, vejo um longo caminho a seguir
 e um destino diferente a prosseguir.

                                                                                ( Anna Alchuffi )

3 comentários:

  1. Bom dia, minha poeta... e boa semana!

    Que bom que você voltou...

    Edson

    ResponderExcluir
  2. inspirado, cheio de verdades
    simplesmente lindo .

    ResponderExcluir
  3. Obrigada gente, voltem sempre!
    Beijos e felicidades!

    ResponderExcluir